PÓS CASAMENTO – VIRTUDES NECESSÁRIAS

O período pré casamento é sempre cheio de afazeres e mantém os noivos muito ocupados com as decisões a serem tomadas, prazos a serem cumpridos, reuniões marcadas, entre outras coisas.

O dia do casamento costuma ser um sonho (pelo menos se nós formos sua assessoria podemos garantir isso). Cerimônia, festa, amigos, família, comida, bebida e muita diversão. Geralmente após o casamento vem a lua de mel, mais diversão, tempo de descanso, lugares incríveis para conhecer e o casal parece estar no ápice da paixão.

Os problemas costumam aparecer na volta da lua de mel. Casa nova, a volta da rotina (mas com muitas mudanças), inúmeras responsabilidades novas, em alguns casos mudança de padrão de vida (nem todos conseguem no começo da vida manter um padrão dado pelas suas famílias que tiveram muitos anos para construir tudo que têm), e por incrível que pareça, ter que lidar com o vazio que fica no tempo que as coisas relacionadas ao casamento costumavam ocupar.

Todos os casais se deparam com essas mesmas situações, caso esteja passando por isso não se preocupe, é completamente normal. O que vai dizer se você realmente tem um problema ou não, é a maneira que o casal lida com as adversidades e não o fato delas aparecerem. Até porque elas aparecerão pelo resto da vida.

Com isso, vamos abordar algumas virtudes e atitudes essenciais para que as eventuais crises dentro do casamento possam ser resolvidas com mais facilidade. Vamos lá:

Amor: Parece óbvio não? Mas sempre lembrar do porquê você se apaixonou por aquela pessoa, o que ela tem de especial, quais foram os momentos incríveis que você já viveu ao lado dela, quais dificuldades vocês já superaram e os pontos que você admira nela, te ajudarão a fortalecer suas certezas a respeito da união de vocês.

Paciência: Hoje em dia, ser paciente é uma das maiores dificuldades que as pessoas enfrentam, porém é uma virtude essencial dentro de um relacionamento. Saber explicar em amor quando a pessoa não entende algo, saber esperar quando o outro precisa de um tempo para absorver alguma situação, saber aguardar a hora certa de dizer determinadas coisas e por aí vai. Pessoas impacientes agem com impulsividade e imediatismo, e dentro de um casamento isso pode se tornar um fator muito desgastante.

Bondade: Sabemos que ser bom é uma questão de caráter, mas também sabemos que existem áreas de nós que precisam ser trabalhadas. Algumas vezes, podemos ser ótimos profissionais, mas não tão bons maridos/esposas assim. Lembre-se que a sua missão dentro de casa é ser a melhor versão de você mesmo. Não trate seu companheiro (a) da mesma maneira que você lida com pessoas em seu trabalho ou na rua. Com seu cônjuge a dose de bondade precisar ser extra. Mas saiba também diferenciar, ser bom não significa ser bonzinho, significa dar o seu melhor, mas também saber a hora de ser firme.

Empatia: Se coloque sempre no lugar do outro, até porque, mesmo que casados, toda pessoa ainda precisa lidar com problemas pessoais que afetam exclusivamente a ela. Como você estaria se sofresse a mesma pressão que ele (a) sofre no trabalho, se tivesse que lidar com os mesmos traumas que o outro carrega, com as mesmas limitações, imposições sociais e por aí vai.

Perdão: Sem perdão casamento nenhum sobrevive. Todos nós somos seres humanos suscetíveis a erros e em algum momento (na verdade vários) seu parceiro vai te magoar e vice e versa. Guardar mágoa é uma das coisas que mais prejudica relacionamentos. Aconteceu algo que não gostou? Converse e pondere se vale a pena ser deixado para trás ou se você considera o ato algo que você jamais conseguiria lidar ou esquecer. Caso sua resposta seja a primeira, um bom diálogo provavelmente resolverá o seu problema. Caso seja a segunda, você já sabe o que fazer também.

Sinceridade: É extremamente importante dizer a verdade (de maneira sábia, é claro). Exponha sempre os seus sentimentos, diga quando algo não te agrada, e procure realmente não mentir ou omitir nada do seu parceiro, nem que seja aparentemente uma bobeira. Mentiras destroem a confiança dentro de qualquer relacionamento e isso é algo realmente muito difícil de recuperar. Seja sincero, mas lembre-se, sinceridade nunca deve ser uma desculpa para grosseria.

Respeito: Se você respeita o seu chefe, mas não respeita a pessoa que escolheu para dividir a vida, algo está muito errado. Todos merecem respeito, e a pessoa que você tem um relacionamento tão íntimo merece o triplo. Respeito não é apenas sobre a maneira de tratar, mas sobre respeitar crenças, limitações, medos, tempo, entre outras variáveis.

Diálogo: Esse é o ponto que faz girar todos os outros. TODO relacionamento precisa de (muito) diálogo. É conversando que diferenças são acertadas, soluções encontradas, limites estabelecidos, etc. Dialogar gera vulnerabilidade, confiança e estreitamento de laços. Muitas vezes um problema que é aparentemente gigantesco, pode ser resolvido com uma simples conversa.

Nós sabemos que esses são apenas alguns fatores importantes dentro de um casamento, mas podemos garantir que se esses conselhos forem de fato aplicados por ambas as partes, seu relacionamento terá muito menos atritos do que você pode imaginar!

Tags:
PÓS CASAMENTO – VIRTUDES NECESSÁRIAS

7 PASSOS PARA INICIAR A ORGANIZAÇÃO DO SEU CASAMENTO

PÓS CASAMENTO – VIRTUDES NECESSÁRIAS

FIRST LOOK, ENTENDA MELHOR O QUE É

Newer post

Post a comment